Paulo Roberto Segundo e os Signos no Hemisfério Sul da Terra Paulo Roberto Segundo e os Signos no Hemisfério Sul da Terra


Virgem

20 de fevereiro a 20 de março - (para quem nasceu no fim do Verão)

image2.gif

Virgem é um Signo mutável, que marca o fim do Verão. O seu elemento é a terra e o seu princípio é passivo. No corpo humano representa o plexo solar, os músculos e nervos, o intestino grosso, o intestino delgado, o baço, o apêndice, o duodeno, o peristaltismo intestinal. É um Signo prático e analítico, que marca a saúde e as doenças. Quando se manifesta sempre diz "eu analiso". É diligente, estudioso, científico, metódico, discriminativo, asseado, exigente e busca a perfeição. É um Signo humano, estéril e de vitalidade média, de polaridade feminino-negativa.

No seu lado negativo é colérico, amoral, preguiçoso, instável mental e psiquicamente, falsificador, submisso e pervertido.

Virgem é um Signo de contrastes, pois apesar de ser dotado de muita inteligência, habita a Casa das doenças e pessoas subalternas.

Virgem procura sempre ser objetivo e direto em seus trabalhos e atingir as metas pelos caminhos mais curtos.

Em seu estado superior, vence facilmente as suas debilidades, mas em seu estado inferior e negativo, normalmente inclina-se para companhias inferiores e rebaixa-se.

Virgem é o Signo da sexta Casa, cujo regente é Mercúrio.

PERFIL MASCULINO

Existem dois tipos de Virginianos: um que é muito bonito; outro que é uma espécie de caricatura do primeiro.

Os Virginianos geralmente são muito preocupados com a saúde, por isso procuram sempre estar em ambientes limpos e higienizados, já que nutrem um certo receio de serem contaminados de alguma forma.

A região do corpo mais afetada nos Virginianos normalmente é a abdominal – os intestinos são os que mais sofrem.

Virginianos são habitualmente os melhores médicos que existem, porque saúde, higiene e limpeza são três palavras que fazem mesmo parte do seu vocabulário. E quando eles ficam doentes, é de fato da estrutura física que são afetados, e por essa razão é tão normal eles serem cuidadosas em relação ao que comem ou bebem. Mas, se realmente adoecem, são fáceis de serem tratados, porque seguem mesmo, escrupulosamente, os tratamentos que são prescritos, sejam eles de caráter alopático ou homeopático. Qualquer coisa que seja receitada para melhorar o estado geral de saúde, os Virginianos encaram como coisa muito séria e tratam-na como se fosse um ritual.

Um dos seus grandes problemas é a mania de agigantar os sintomas quando eles aparecem – muitos Virginianos deveriam mesmo evitar até a simples leitura de livros de medicina, por exemplo, porque alguns funcionam como verdadeiras "esponjas mentais", absorvendo sintomas de doença até através de simples informações.

A exemplo dos Geminianos, os Virginianos também têm tendências maníaco-depressívas – por causa do mesmo regente.

Um pouco de exercício pode fazer muito bem, principalmente as caminhadas.

Os Virginianos são metódicos, exatos, minuciosos, ordeiros, eficazes e eficientes. Gostam de ler e de adquirir conhecimento em várias áreas. São, ao mesmo tempo, cépticos e fanáticos, incrédulos e supersticiosos. Não gostam de ser interrompidos, mas se isso acontece sempre retomam o assunto do ponto em que pararam. São críticos e bons de argumentação, excelentes defensores do próprio raciocínio. Gostam de dar conselhos e costumam acertar em muitas previsões. Possuem bom senso, lógica e capacidade para ver além dos acontecimentos imediatos.

Se puderem ter tudo sob controle, são extremamente confiáveis.

Entre os muitos paradoxos da sua personalidade está o fato de poderem ser extremamente fiéis ou totalmente infiéis: eles podem ser pudicos e calados, ou impudicos, tagarelas e indiscretos.

Profissionalmente sentem-se bem em qualquer setor onde se exija concentração e capacidade de organização – em termos de competência, dificilmente alguém consegue superá-los: dez entre dez "funcionários padrão" tendem sempre a ser Virginianos. Eles costumam tratar as coisas dos patrões como se fossem assuntos seus, particulares.

Também no amor os paradoxos ficam claros, porque é entre Virginianos que se conta o maior número de celibatários – em razão principalmente do seu receio de ter sua privacidade invadida e de ter que dar explicações sobre assuntos que, na sua opinião, não dizem respeito a mais ninguém.

O fato mais marcante de todos é que os Virginianos nunca estão satisfeitos com coisa alguma.

Se um Virginiano casa, é certo que ele viverá ao lado da pessoa e não com a pessoa. Certamente cumprirá muito bem o seu papel de assegurar tudo o que for necessário para a companheira e para os filhos, mas não terá muitas intimidades e diálogos, o que poderá criar climas de frustrações, já que "coisas de casais", no seu modo de ver são mais obrigações do que qualquer outra coisa.

Quando um Virginiano não é fiel, dificilmente alguém se dá conta da sua infidelidade, em função da sua natureza secreta.

Viver com um Virginiano não é tarefa para qualquer mulher, com certeza.

PERFIL FEMININO

No Caso da mulher do Signo, como não podia deixar de ser, há também uma duplicidade: uma é tida como ajuizada; a outra é tida como "louca". Ambas, porém, a exemplo do homem do Signo, têm os intestinos como ponto fraco - devem sempre cuidar do aparelho digestivo em seu conjunto. Alguns problemas de saúde que podem se apresentar são tipo exclusivamente feminino, e só deixam de incomodar depois da menopausa. O sistema nervoso das Virginianas também não é lá muito forte e pode levá-las, algumas vezes, a estados depressivos, principalmente depois de fases de muita agitação - aqueles momentos em que elas se põem a fazer várias coisas ao mesmo tempo.

As Virginianas têm o hábito de se sobrecarregarem com tarefas várias, que incluem os afazeres profissionais e domésticos.

A aparência frágil das Virginianas costuma surpreender as pessoas, porque elas, geralmente, dão provas de muita coragem e disposição. O que elas precisam mesmo é descobrir um objetivo para a existência.

Intimamente as Virginianas sentem-se solteironas, mas não gostam de muito tempo de isolamento.

Muitas das Bruxas da Idade Média eram, com certeza, Virginianas, porque ninguém melhor do que elas sabe lidar com ervas medicinais e cuidar de pessoas adoentadas. Elas sempre têm uma receitinha infalível para os males físicos que afetam a humanidade, incluindo elas mesmas.

As Virginianas possuem os mesmos defeitos e as mesmas qualidades dos homens do Signo, mas como o Signo é feminino tudo nelas aparece de forma mais acentuada.

O importante para as Virginianas é sentirem-se indispensáveis e capazes de se valer dos próprios recursos. Como gostam mesmo de serem úteis devem evitar a solidão, porque quando estão sós perdem muito tempo criticando a si mesmas e às demais pessoas.

É importante para as Virginianas a sensação de tudo arrumado, ou de tudo sempre sendo arrumado - a sua maior dificuldade é arrumar a própria vida sentimental.

Profissionalmente as Virginianas são insuperáveis em qualquer atividade que envolva a prestação de serviços.

Elas são esposas e mães perfeitas, mas deixam a desejar como amantes dos próprios maridos.

De um modo geral as pessoas do Signo de Virgem são perfeitas em quase tudo - só não o são nos relacionamentos macho/fêmea: nessa área quem se relaciona com eles sempre terá alguma coisa a reclamar.

Seu Regente Mercúrio

Mercúrio é o regente de Gêmeos e Virgem, respectivamente 3ª e 6ª Casas.

Trata-se de um Astro neutro e bissexuado, amoral, convertível, nervoso e estéril. O seu elemento é a terra e a sua composição resulta da combinação dos princípios frio e úmido. Possui uma qualidade hermafrodita e absorve a polaridade e as características dos Astros que lhe enviam aspectos, além de se deixar influenciar pelo Signo que estiver ocupando. É dotado de enorme capacidade de raciocínio e se expressa de acordo com a sua necessidade intelectual.

Na composição do corpo humano Mercúrio representa os nervos, a circulação pulmonar, o sistema cérebro-espinhal, a distribuição do fluido vital, o hemisfério cerebral direito, as cordas vocais, os sentidos físicos e a respiração. É o Astro da inteligência e revela toda a capacidade intelectual disponível. Tem a mente fértil, curiosa, inventiva, ágil e eclética. Estão sob o seu domínio todas as coisas relacionadas com a palavra escrita e/ou falada. Possui notável aptidão, tanto artística como científica e comercia, e grande habilidade para lidar com o público. É inquieto, versátil e mutável. Gosta de cuidar de vários assuntos ao mesmo tempo, vive refazendo as suas inúmeras opiniões, e está sempre envolvido com uma multidão de idéias – Mercúrio sempre aceita as idéias novas e arrojadas do campo científico, porque sabe que tudo é possível de ser realizado.

Mercúrio é dono da quarta-feira, as suas cores são as mescladas, as suas formas são as finas, suas linhas são as pequenas, seus sabores são os ligeiramente ácidos e adstringentes, seus aromas os refrescantes.

No reino animal domina sobre todos os animais astutos e vivazes e as aves trepadoras e palradoras. No reino mineral sobre a esmeralda, a ágata, o topázio e o mercúrio. No reino vegetal sobre a aveleira, a salsa, a verbena, o junquilho e a lavanda. No reino humano (astrológico) sobre Gêmeos e Virgem.

Mercúrio atua de forma ativa sobre Gêmeos e passiva sobre Virgem. Sobre Gêmeos a sua ação é ar sobre ar; sobre Virgem é ar sobre terra.

A Sexta Casa

A sexta Casa é a morada de Virgem. É uma Casa de bens materiais, de saúde e de dever. A sua posição é cadente e fica de 150° a 180° dentro do Zodíaco - representa o final do Verão. Essa Casa marca as doenças e a saúde relativas ao Signo que a estiver ocupando. Nela também se vê os trabalhos e os instrumentos que são utilizados para a sua realização. Nessa Casa se encontram os servidores e subalternos, as pessoas de níveis inferiores, os animais domésticos, os dependentes... Através dessa Casa se trata do auto-ajustamento e da alimentação, dos hábitos rotineiros. A Casa trata de saúde e trabalho, de modo conjunto.

COMPATIBILIDADES E INCOMPATIBILIDADES

Virgem e Áries: união do precavido com o aventureiro. Podem combinar apenas em uma relação profissional

Virgem e Touro: podem manter uma relação de afinidade, mas com o risco de Touro se aborrecer.

Virgem e Gêmeos: uma relação de cumplicidade sob a tutela de Mercúrio.

Virgem e Câncer: muita coisa em comum – inclusive as queixas.

Virgem e Leão: se a fêmea for a Virgem e totalmente dedicada, pode haver a união.

Virgem e Virgem: pensam muito, literalmente, em coisas práticas. Podem se aborrecer com facilidade.

Virgem e Libra: um relacionamento de curta duração – "fogo de palha".

Virgem e Escorpião: um par complementar que se une em função da lucidez de ambos.

Virgem e Sagitário: combinam bem quando há diálogo.

Virgem e Capricórnio: semelhanças prejudiciais – o silêncio de ambos.

Virgem e Aquário: um relacionamento difícil de ser mantido ajuizadamente.

Virgem e Peixes: são opostos que se atraem e que se tornam estranhos com o passar do tempo.





FECHAR









Make your own free website on Tripod.com