Paulo Roberto Segundo e os Signos no Hemisfério Sul da Terra Paulo Roberto Segundo e os Signos no Hemisfério Sul da Terra




Qual é a sua opinião?


A maioria dos textos astrológicos que existem no Hemisfério Sul são apenas traduções dos textos que são produzidos no Hemisfério Norte, e todos eles dizem que cada Signo do Zodíaco corresponde a um período de uma Estação do Ano.
No Hemisfério Sul as pessoas nascem em uma Estação e dizem pertencer a Signos que correspondem a Estações que são opostas
(por exemplo: alguém nasce no início do Outono, que corresponde a Libra, e diz que pertence ao Signo de Áries, que corresponde ao início da Primavera).
Na sua opinião:
 
Os textos astrológicos produzidos no Hemisfério Norte devem ser apenas traduzidos para o Hemisfério Sul ou devem ser "traduzidos e adaptados à nossa realidade astronômica, geográfica e climática", para que os nossos Signos correspondam às Estações em que nascemos?
Para saber com detalhes porque os Signos devem ser considerados opostos nos dois hemisférios da Terra, leia todo o texto desta página, e depois, se você concordar, mande uma cópia para os seus conhecidos.
 
Antes de concordar ou discordar, veja qual deve ser considerado o seu "Signo no Horóscopo do Hemisfério Sul", de acordo com a Estação do Ano em que você nasceu, leia sobre ele e tire as suas próprias conclusões.
Diante desta interpretação, muita gente pergunta:
 
Como eu posso pertencer a outro Signo, se tenho vários pontos de identificação com o Signo que sempre acreditei ser o meu?
 
A resposta é bastante simples:
 
Em primeiro lugar existe "o efeito psicológico" ( de tanto ouvir dizer que é, acaba-se acreditando que seja);
depois existe a identificação com as qualidades dos Signos, que não se alteram nos dois hemisférios.
As qualidades são: Cardeais, Fixas ou Mutáveis; Masculinas ou Femininas.
 
Mas... (aqui vem o mais importante em termos de Signos) as "preferências pessoais" sempre estarão relacionadas ao Signo da Estação do Ano em que o nascimento tiver acontecido.
 
Ao analisar o seu Signo, veja bem se as suas "preferências pessoais" se identificam com as "preferências do Signo" que você sempre acreditou ser o seu.
É aí que você vai descobrir que, realmente, se você nasceu no Hemisfério Sul, o seu Signo de Nascimento deve ser considerado como sendo o oposto do que você sempre acreditou ser o seu, e vai encontrar a sua identificação total com o seu "Signo no Horóscopo do Hemisfério Sul".
 
As pessoas que nascem no Hemisfério Sul da Terra acreditam pertencer a Signos que não condizem com a realidade astronômica dos fatos que se passam entre a Terra e o Espaço onde ela existe e transita.
Em outras palavras, as pessoas que nascem no Hemisfério Sul adotam Signos Zodiacais e procuram incorporar à sua existência as características dos referidos Signos, sem que haja, entretanto, entre elas e eles uma identificação completa.
Ficar sabendo disso, depois de tanto tempo, é como descobrir, por exemplo, que é "filho adotivo".
E você sabe que, apesar de toda a identificação que um filho adotivo possa ter "psicologicamente" com a família que o adotou, ele jamais terá as mesmas qualidades genéticas da família: sempre será adotivo.
 
É isso que acontece com os Signos no Hemisfério Sul: eles estão sendo adotados do Hemisfério Norte.
 
E por mais que haja uma "identificação psicológica" com o Signo que se tenha adotado, por mais que haja uma identificação em relação às qualidades (cardeais, fixas ou mutáveis; masculinas ou femininas), ele jamais terá as qualidades da Estação do Ano em que o nascimento aconteceu: será sempre um Signo adotivo.
Se você acredita que pertence a um Signo, que nada tem a ver com a Estação do Ano em que você nasceu, e ainda assim consegue se identificar com vários pontos desse Signo, experimente analisar os pontos de identificação que devem existir entre você e o seu "Signo no Horóscopo do Hemisfério Sul" que está indicado nesta página, de acordo com a Estação do Ano em que você nasceu: você vai ver que a identificação é completa.
 
Você acredita que alguém que tenha nascido, por exemplo, no Inverno, possa ter as mesmas características de alguém que tenha nascido no Verão?
Caso a sua resposta tenha sido positiva...
Como se justifica, então, o fato de as pessoas que nascem no Inverno do Hemisfério Norte pertencerem a Signos opostos aos das pessoas que nascem no Verão do mesmo hemisfério?
 
Você já reparou que os Signos no Hemisfério Norte estão relacionados com as quatro Estações do Ano?
Áries, Touro e Gêmeos são os três Signos da Primavera;
Câncer, Leão e Virgem são os três do Verão;
Libra, Escorpião e Sagitário são os três do Outono;
e Capricórnio, Aquário e Peixes são os três do Inverno.
 
A atual teoria astrológica entende que a Terra, para efeitos astrológicos, ainda deve ser considerada o centro do Sistema Solar, e que todo o Sistema gira ao seu redor, exatamente como se pensava que fosse na época em que os primeiros conceitos astrológicos foram estabelecidos.
 
Alguns textos afirmam que "tanto faz se a Terra gira em torno do Sol ou se o Sol gira em torno da Terra, porque os efeitos astrológicos serão os mesmos em um ou outro caso".
Mas, a Terra não deve ser considerada o centro fixo do Sistema Solar (ao contrário do que prega a atual teoria astrológica).
 
Aliás, se a Terra fosse, de fato, o centro do Sistema Solar, como seriam explicados os "movimentos retrógrados" dos Planetas?
 
Na verdade, a Terra possui dois hemisférios distintos; gira em torno do seu próprio eixo de rotação(com uma inclinação de 23,5°); gira em torno Sol; e os efeitos do Sol sobre ela, em todos os momentos da sua trajetória ao seu redor, são duplos e opostos nos seus dois hemisférios.
Se a Terra de fato fosse fixa (para efeitos astrológicos, que fique bem entendido), como prega a atual teoria astrológica, seria até fácil concordar que os dois hemisférios tivessem os mesmos Signos, mas, como a realidade é outra, uma nova interpretação da realidade se faz presente.
 
De acordo com essa interpretação, os Signos Zodiacais devem ser considerados "opostos" nos dois hemisférios da Terra.
 
Principalmente porque:
 
As Estações do Ano são opostas nos dois hemisférios;
cada Signo corresponde a um período de uma Estação;
cada período é regido por um Signo;
e o Sol é o único Astro que determina qual é o Signo de cada pessoa.
 
Se o Sol, que é o único Astro a determinar qual é o Signo de cada pessoa, produz ao mesmo tempo Estações opostas nos dois hemisférios da Terra, por que não produziria Signos opostos nos seus dois hemisférios?!
 
Quem lida com Astrologia sabe e argumenta que só existe uma Faixa Zodiacal no Espaço, de 360°, dividida em 12 espaços de 30°, que são denominados "Signos Zodiacais".
Essa Faixa Zodiacal é a órbita, denominada eclíptica, na qual a Terra realiza o seu movimento de translação em torno do Sol.
Além do movimento de translação, a Terra realiza também o movimento de rotação em torno do seu "eixo de rotação", que passa pelos pólos Sul e Norte, e que é perpendicular ao equador terrestre (ponto que divide a Terra em dois hemisférios).
Em relação ao plano da eclíptica, o eixo de rotação da Terra não é perpendicular: forma com ele um ângulo de 66,5°.
Esse ângulo é formado pelo eixo de rotação (inclinado 23,5°) e a direção perpendicular ao plano da eclíptica, sendo denominado obliqüidade da eclíptica (esse ângulo é constante ao longo do tempo).
Por causa dessa inclinação, as energias que partem do Espaço, através da Faixa Zodiacal, incidem em quantidades diferentes e opostas em cada hemisfério da Terra.
 
A principal "prova" de que as energias incidem de maneira oposta nos dois hemisférios, e que serve de exemplo, está na quantidade de calor e de luz que emanam do Sol para a Terra:
cada hemisfério recebe uma quantidade diferente e oposta do mesmo calor e da mesma luz, grau após grau, enquanto a Terra realiza o seu movimento de translação.
 
A quantidade de calor e de luz que emanam do Sol, com certeza, é uma só e tem uma só intensidade, mas, por causa da inclinação da Terra, a quantidade que incide sobre um hemisfério é sempre diferente e oposta da que incide sobre o outro, e é por isso que existem quatro Estações, opostas nos dois hemisférios.
O mesmo que acontece com o calor e a luz emanados pelo Sol em direção à Terra, acontece com todas as demais energias emanadas pelos outros Astros: todas incidem em quantidades diferentes e opostas sobre os dois hemisférios terrestres, porque todos estão em um plano orbital semelhante.
 
O movimento de translação da Terra em torno do Sol é contado em 360°, que são divididos em 4 espaços de 90°, que são subdivididos, cada um, em 3 espaços de 30°.
 
O início da translação, que é cíclico, está fixado, pelo Calendário Gregoriano, mais ou menos em 21 de março (0°).
 
Como os conceitos astrológicos atuais foram desenvolvidos no Hemisfério Norte, as referências, que são traduzidas para o Hemisfério Sul, registram o seguinte:
 
1.
De 0° a 90° a Terra recebe a energia do Sol através dos Signos de Áries (0° a 30°);
Touro (30° a 60°);
e Gêmeos (60° a 90°):
esses são os Signos da Primavera.
 
2.
De 90° a 180° a Terra recebe a energia do Sol através dos Signos de Câncer (90° a 120°);
Leão (120° a 150°);
e Virgem (150° a 180°):
esses são os Signos do Verão.
3.
De l80° a 270° a Terra recebe a energia do Sol através dos Signos de Libra (180° a 210°);
Escorpião (210° a 240°);
e Sagitário ( 240° a 270°):
esses são os Signos do Outono.
 
4.
De 270° a 360° a Terra recebe a energia do Sol através dos Signos de Capricórnio (270° a 300°);
Aquário (300° a 330°);
e Peixes (330° a 360°) :
esses são os Signos do Inverno.
 
Sabendo que as energias que emanam do Espaço sempre incidem em quantidades diferentes e opostas nos dois hemisférios da Terra, deveríamos concluir que:
 
o que acontece no Hemisfério Norte, de 0° a 360° da translação da Terra, deve ter o seu oposto no Hemisfério Sul, da seguinte forma:
 
1.
De 0° a 90° o equivalente oposto é o Outono e os Signos são Libra, Escorpião e Sagitário.
 
2.
De 90° a 180° o equivalente oposto é o Inverno e os Signos são Capricórnio, Aquário e Peixes.

3.
De 180° a 270° o equivalente oposto é a Primavera e os Signos são Áries, Touro e Gêmeos.
 
4.
De 270° a 360° o equivalente oposto é o Verão e os Signos são Câncer, Leão e Virgem.

É por isso que os Signos Zodiacais devem ser considerados opostos nos dois hemisférios:
porque todas as energias que emanam do Espaço, através da Faixa Zodiacal, incidem sobre cada hemisfério de maneira diferente, em quantidade diferente e, por conseqüência, oposta.
 
Isso não é uma nova teoria: é um fato astronômico que a atual teoria astrológica não leva em consideração, e que está sendo mostrado nessa nova interpretação, para a sua avaliação.
 
Se você, por exemplo, nasceu no Hemisfério Norte, na data que tradicionalmente corresponde ao espaço de 0° a 30° da translação da Terra, entre 21 de março e 20 de abril, terá nascido com o Sol no espaço denominado Áries, no início da Primavera (que vai de 0° a 90°).
Nesse caso você recebeu emanações em quantidades equivalentes ao Signo de Áries e à Estação Primavera e deve, por isso, ser considerado "Ariano ou Ariana".
 
Se você nasceu no Hemisfério Sul, no mesmo período, recebeu emanações em quantidades diferentes e opostas.
Nesse caso você recebeu emanações equivalentes ao Signo de Libra (oposto de Áries) e à Estação Outono (oposta da Primavera) e deve, por isso, ser considerado "Libriano ou Libriana".

A quantidade de energia que emana de cada ponto do Espaço em direção à Terra, através da Faixa Zodiacal, sem dúvida nenhuma é sempre uma só, mas a energia que chega à Terra incide em quantidade diferente sobre cada hemisfério (diferença que é suficiente para produzir efeitos diferentes e opostos).
 
Efeitos opostos só podem ser interpretados de maneira oposta, e essa é a nova interpretação que está sendo feita.
 
No caso do exemplo apresentado:
 
Se você nasceu no Hemisfério Norte, deve ser interpretado como Ariano ou Ariana.
Mas, se nasceu no Hemisfério Sul, deve ser interpretado como Libriano ou Libriana.
O mesmo princípio deve se aplicar a todos os demais Signos:
para efeitos opostos, consideração e interpretação opostas.
É por isso que, de acordo com essa nova interpretação, os Signos Zodiacais devem ser considerados "opostos" nos dois hemisférios da Terra.
 
Um argumento que se usa para negar o conceito dos Signos opostos é o de que, próximo ao Equador, ou mais precisamente sobre a Linha do Equador, as Estações não são verificadas.
Esse argumento confunde o fato com a intensidade do fato:
é claro que as Estações existem, elas apenas são sentidas com mais intensidade conforme sejam as proximidades com os pólos Norte e Sul.
E com relação à diferença que há entre os dois hemisférios, a comprovação pode ser obtida através de uma simples demonstração, por exemplo, de fazer a água escorrer por um ralo:
no Hemisfério Norte ela escorre fazendo um redemoinho no sentido anti-horário, enquanto que, no Hemisfério Sul, o sentido é horário (também pode ser verificado o "efeito Coriólis"...).
 
Convém lembrar sempre que o Sol é o único Astro a determinar qual é o Signo de cada pessoa (da mesma forma que determina quais as estações de cada hemisfério) e que os seus efeitos sobre a Terra são sempre duplos e opostos nos seus dois hemisférios.
 
Se o Sol produz estações opostas nos dois hemisférios da Terra, por certo também deve produzir Signos opostos nos seus dois hemisférios.
A atual teoria astrológica nada fala sobre o fato dos Signos serem opostos nos dois hemisférios da Terra.
 
De acordo com as interpretações atuais os Signos são os mesmos nos dois hemisférios, apesar de as Estações do Ano serem opostas.
 
No entanto, apesar de nada falar a respeito do Hemisfério Sul, todos os textos astrológicos que são produzidos no Hemisfério Norte afirmam que cada Signo rege um período de uma determinada Estação.
 
E aqui cabe uma pergunta:
Se no Hemisfério Norte cada Signo rege um período de uma determinada Estação, por que aqui no Hemisfério Sul o mesmo Signo regeria a Estação oposta?
 
Afinal, Áries, por exemplo, é regente da Primavera ou do Outono?
 
Se Áries é, ao mesmo tempo, regente da Primavera e do Outono, o que isso significa:
que o Ariano do Hemisfério Norte é mais privilegiado do que o Ariano do Hemisfério Sul, porque o do Norte nasceu na Primavera enquanto o do Sul nasceu no Outono?
 
E ainda, qual é a diferença que existe entre um Ariano da Primavera e um Ariano do Outono?
 
A diferença é que, de acordo com essa nova interpretação, o primeiro é, de fato, Ariano, enquanto o segundo é Libriano.
A atual teoria astrológica, em prática no Hemisfério Sul, nada fala a esse respeito, mas e você, que é muito mais importante do que qualquer conceito ou teoria, e é para quem a Astrologia existe, qual é a sua opinião a respeito?
 
É importante ressaltar que qualquer pessoa somente apresentará todas as características do seu Signo, sem nenhuma alteração, se tiver nascido com todos os astros presentes na sua casa zodiacal de nascimento, acontecimento que é raríssimo.
 
No entanto, independentemente das posições dos astros nas casas zodiacais do mapa astral individual, é certo que todas as pessoas devem apresentar, como base da sua personalidade, as características impressas pelo Sol, correspondentes ao Signo e à Estação de nascimento.
 
Uma definição completa e exata de uma personalidade só é possível através de uma análise individual, o que se faz levando-se em consideração todos os dados relativos ao momento do nascimento: minutos, hora, dia, mês, ano, latitude, longitude e, o mais importante, hemisfério.
 
Além disso, é sempre importante levar-se em consideração as heranças genéticas, porque é em cima delas que a personalidade astrológica se desenvolve.
 
De acordo com a nova interpretação e com a Estação do Ano em que aconteceu o seu nascimento você será, basicamente, Ariano ou Ariana, Taurino ou Taurina, Geminiano ou Geminiana (se tiver nascido na Primavera);
Canceriano ou Canceriana, Leonino ou Leonina, Viginiano ou Virginiana (se tiver nascido no Verão);
Libriano ou Libriana, Escorpiano ou Escorpiana, Sagitariano ou Sagitariana ( se tiver nascido no Outono);
Capricorniano ou Capricorniana, Aquariano ou Aquariana, Pisciano ou Pisciana (se tiver nascido no Inverno).
 
O período de 21 de março a 20 de abril corresponde ao início da Primavera no Hemisfério Norte e do Outono no Hemisfério Sul.
Áries é o Signo que rege a Primavera e Libra o Signo que rege o Outono.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Norte, o seu signo é Áries.
Se você nasceu no Hemisfério Sul, por uma questão de lógica, o seu signo deve ser considerado Libra.
 
O período de 21 de abril a 20 de maio corresponde ao meio da Primavera no Hemisfério Norte e do Outono no Hemisfério Sul.
Touro é o Signo que rege o meio da Primavera e Escorpião o Signo que rege o meio do Outono.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Norte, o seu Signo é Touro.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Sul, por uma questão de lógica, o seu Signo deve ser considerado Escorpião.
 
O período de 21 de maio a 20 de junho corresponde ao fim da Primavera no Hemisfério Norte e do Outono no Hemisfério Sul.
Gêmeos é o Signo que rege o fim da Primavera e Sagitário o Signo que rege o fim do Outono.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Norte, o seu Signo é Gêmeos.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Sul, por uma questão de lógica, o seu Signo deve ser considerado Sagitário.
 
O período de 21 de junho a 21 de julho corresponde ao início do Verão no Hemisfério Norte e do Inverno no Hemisfério Sul.
Câncer é o Signo que rege o início do Verão e Capricórnio o Signo que rege o início do Inverno.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Norte, o seu Signo é Câncer. Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Sul, por uma questão de lógica, o seu Signo deve ser considerado Capricórnio.
 
O período de 22 de julho a 22 de agosto corresponde ao meio do Verão no Hemisfério Norte e do Inverno no Hemisfério Sul.
Leão é o Signo que rege o meio do Verão e Aquário o Signo que rege o meio do Inverno.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Norte, o seu Signo é Leão. Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Sul, por uma questão de lógica, o seu Signo deve ser considerado Aquário.
 
O período de 23 de agosto a 22 de setembro corresponde ao fim do Verão no Hemisfério Norte e do Inverno no Hemisfério Sul.
Virgem é o Signo que rege o fim do Verão e Peixes o Signo que rege o fim do Inverno.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Norte, o seu Signo é Virgem.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Sul, por uma questão de lógica, o seu Signo deve ser considerado Peixes.

O período de 23 de setembro a 22 de outubro corresponde ao início do Outono no Hemisfério Norte e da Primavera no Hemisfério Sul.
Libra é o Signo que rege o início do Outono e Áries o Signo que rege o início da Primavera.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Norte, o seu Signo é Libra.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Sul, por uma questão de lógica, o seu Signo deve ser considerado Áries.
 
O período de 23 de outubro a 21 de novembro corresponde ao meio do Outono no Hemisfério Norte e da Primavera no Hemisfério Sul.
Escorpião é o Signo que rege o meio do Outono e Touro o Signo que rege o meio da Primavera.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Norte, o seu Signo é Escorpião.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Sul, por uma questão de lógica, o seu Signo deve ser considerado Touro.
 
O período de 22 de novembro a 21 de dezembro corresponde ao fim do Outono no Hemisfério Norte e da Primavera no Hemisfério Sul.
Sagitário é o Signo que rege o fim do Outono e Gêmeos o Signo que rege o fim da Primavera.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Norte, o seu Signo é Sagitário.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Sul, por uma questão de lógica, o seu Signo deve ser considerado Gêmeos.
 
O período de 22 de dezembro a 20 de janeiro corresponde ao início do Inverno no Hemisfério Norte e do Verão no Hemisfério Sul.
Capricórnio é o Signo que rege o início do Inverno e Câncer o Signo que rege o início do Verão.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Norte, o seu Signo é Capricórnio.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Sul, por uma questão de lógica, o seu Signo deve ser considerado Câncer.
 
O período de 21 de janeiro a 19 de fevereiro corresponde ao meio do Inverno no Hemisfério Norte e do Verão no Hemisfério Sul.
Aquário é o Signo que rege o meio do Inverno e Leão o Signo que rege o meio do Verão.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Norte, o seu Signo é Aquário.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Sul, por uma questão de lógica, o seu Signo deve ser considerado Leão.

O período de 20 de fevereiro a 20 de março corresponde ao fim do Inverno no Hemisfério Norte e do Verão no Hemisfério Sul.
Peixes é o Signo que rege o fim do Inverno e Virgem o Signo que rege o fim do Verão.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Norte, o seu Signo é Peixes.
Se você nasceu nesse período, no Hemisfério Sul, por uma questão de lógica, o seu Signo deve ser considerado Virgem...
 
Essa é a interpretação, que entendemos ser necessária, para que se possa aproveitar ao máximo o que a Astrologia tem para oferecer. Se você concordar com ela, junte-se a nós e ajude a divulgá-la.
 
Mais informações podem ser obtidas no livro "ASTROLOGIA DO HEMISFÉRIO SUL - Signos opostos nos dois hemisférios".




FECHAR





Make your own free website on Tripod.com